Texto e foto: Carolina Octaviano

O foco em possíveis cenários de mercado, e que abordem temas além da questão financeiras, devem ser abordadas por empreendedores na busca por atração de investimentos para negócios em inovação. Esta é a opinião de Luís Fernando Freitas, consultor empresarial em negócios e finanças. “Qualquer negócio, mesmo que já estabelecido, apresenta riscos. Foquem na oportunidade de ganhos e tentem diminuir o risco da startup de vocês”, sugeriu, em palestra ministrada na última sexta-feira, dia 18, no auditório da Incubadora de Empresas de Base Tecnológica da Unicamp (Incamp).

Ele frisa ainda que é necessário pensar, de maneira clara, quanto é necessário para o negócio, além da definição do melhor investidor para que a startup desponte. “Se você escolher o investidor certo, você vai decolar. Vocês precisam também saber quanto vocês querem para o negócio e projetem o lucro. Não sejam humildes. Pensem que o projeto que vocês querem desenvolver é apenas uma parte de um todo”, aconselha.

O especialista comentou ainda sobre a teoria das opções, no qual o investidor “compra” uma ideia, contribui e projeta ganhos futuros. “Se a ideia investida for boa, o investidor vai conseguir ganhos lá na frente. Mas, caso contrário, é só parar de contribuir”, explica. Na opinião dele, esta teoria é bastante difundida – inclusive, sendo utilizada por investidores-anjo – pois apresenta uma perda reduzida dos investimentos. “Se ele não achar viável, vai desistir e perder pouco”, revela.