Texto e fotos: Carolina Octaviano

As cinco equipes que representarão o Estado de São Paulo na Final do Desafio Brasil foram escolhidas ontem, dia 13 de novembro, na etapa regional do programa, que aconteceu no escopo do evento Inova Campinas. A Geocrop, startup incubada na Incubadora de Empresas de Base Tecnológica da Unicamp, foi uma das finalistas, juntamente com os projetos da Lean Survey, Leva Eu, Livre e Wiki4Fit.
11
Quase 300 startups se inscreveram na regional de São Paulo. As cinco finalistas foram escolhidas por grupo de jurados – composto pelos especialistas Bruno Rondani, da Allagi e Wennovate Brasil, Alexandre Neves, da Inova Ventures Participações (IVP), Renato Toi, da Baita Aceleradora, Guilherme Cruz, da NeoIntelligence, Fábio Munakata, da Effectua Capital, e Gustavo Padial. “Em relação aos outros anos, percebo que há um crescimento na qualidade das startups que se apresentam nas etapas regionais do programa e é nítido que, quanto mais ela vai avançando de fase, maior é o índice de sucesso”, afirma Rondani, que, além de jurado, é um dos idealizadores do Desafio Brasil.
A final do Desafio Brasil acontecerá durante o evento Open Innovation Week, entre os dias 1 e 3 de dezembro, na cidade de São Paulo. Além das finalistas paulistas também concorrem na Final as startups classificadas nas outras cinco regionais realizadas pelo programa.

Startups Paulistas
A Geocrop, empresa-filha da Unicamp e que foi representada pelo empreendedor Daniel Duft, desenvolveu seu modelo de negócio com base num sistema de monitoramento agrícola via satélite. A startup Livre, do empreendedor Júlio Oliveto Alves, levou ao público sistemas motorizados multifuncionais para cadeiras de rodas. A Lean Survey, que teve o Pitch apresentado pelo fundador Fernando Salaroli, criou uma plataforma para otimização das coletas de pesquisa de opinião, enquanto a Wiki4Fit, do empreendedor Eudes Nery Júnior, mostrou a plataforma colaborativa para praticantes de atividades físicas. O empreendedor Ricardo Oliveto, da Leva Eu, apresentou um modelo de negócio voltado para o transporte coletivo privado.
Além das que vão participar da final, apresentaram-se também as startups Baú Móvel e EcoModular, com um modelo de negócio para baús flexíveis para transportar cargas e para projetos sustentáveis em construção civil, respectivamente. Na tarde do dia anterior à apresentação dos Pitchers, como parte do programa de capacitação do Desafio Brasil, foram oferecidas mentorias para as startups participantes das regionais com profissionais com experiência em empreendedorismo e inovação tecnológica, tendo foco na apresentação do Pitch para captação de Venture Capital. Rafael Levy, presidente da Allagi e um dos mentores, avaliou positivamente a qualidade dos modelos de negócio das startups. “A qualidade das startups estão muito boas. É difícil apontar qual delas é a favorita”, revela.