Texto: Adriana Pavanelli

Fotos: Divulgação

 

Equipe AiderNano

Equipe AiderNano S.A

 

Só pelo nome do produto da AiderNano S.A., empresa fundada em 2010 e atualmente incubada na Incamp (Incubadora de Empresas de Base Tecnológica da Unicamp), dá para se ter uma ideia de que o que vem por aí é inovador e, por que não, mágico.

O NanoMago, seu principal produto, é um insumo nanotecnológico. São nanotubos de carbono magnetizado, 100 mil vezes mais finos que um fio de cabelo e prevê mais de 200 aplicações em 20 setores industriais, segundo Gisleine Sclavi, Diretora de Relações com o Mercado da empresa. “Em resumo, o nome surgiu porque com pouco, a gente consegue fazer muito”, explica.

 

NanoMago AiderNano

NanoMago

 

O NanoMago não deforma ou quebra quando dobrado ou submetido à alta pressão e é um excelente condutor de calor. Entre suas aplicações, já foi utilizado nos mercados de Surf (pranchas), Construção Civil e Energias Renováveis (células fotovoltaicas). Pode, também, ser adicionado a plásticos, para endurecê-los ou torná-los condutores de eletricidade, ou a tecidos para a prática de esportes aquáticos, para torná-los de alta resistência e durabilidade. Os principais diferenciais do NanoMago são a redução de custos do processo produtivo e a capacidade de inovar as características já existentes em produtos finais, como a diminuição de tamanho e de propriedades elétricas, térmicas, magnéticas, entre outras.

A decisão pelo empreendedorismo

Segundo Gisleine, empreender é o caminho do sucesso. Com objetivos claros, uma estrutura sólida e com uma equipe multidisciplinar qualificada, acreditam em sua inovação e almejam ser referência global no setor de nanotecnologia. No mundo, esse setor pode movimentar, até 2018, um montante de R$ 4 trilhões, de acordo com a Agência Gestão CT&I. Para o Brasil espera-se 1% de todo esse mercado, aproximadamente R$ 40 bilhões. A AiderNano planeja participar desse crescimento. Entre suas metas estão ampliar a equipe, gerar uma patente a cada trimestre e aumentar o faturamento em um prazo de 5 anos.

A entrevista a seguir foi concedida por Gisleine Sclavi, Diretora de Relações com o Mercado da AiderNano.

 

[Inova Unicamp] Como surgiu a ideia de abrir a empresa?

[Gisleine] A Corporação AiderNano S.A. nasceu da junção das ideias da cientista Dra. Maria da Graça Sebag Bernd com os gestores de negócios Anderson Santana, Gisleine Sclavi e o engenheiro Gustavo Andrusko, porque vislumbraram os benefícios que o Insumo Nanotecnológico traria à sociedade e às indústrias nacionais e internacionais. Essa inovação radical que é o nanotubos de carbono magnetizado (NTCm) cujo o nome comercial é Insumo Nanotecnológico - NanoMago, apresentado pela pesquisadora aos executivos de negócios, despertou no grupo o desejo de empreender. Evidencia-se que existem cerca de 200 aplicações em 20 setores industriais e inúmeras oportunidades de novos negócios através do Insumo (NanoMago), e seu principal diferencial competitivo é inovar as características já existentes nos produtos finais, seja nas indústrias brasileiras e/ou estrangeiras.

 

[Inova Unicamp] Por que escolheram empreender?

[Gisleine] Empreender na nossa concepção é o caminho para o sucesso. Acreditamos e sabemos exatamente o que queremos e até onde desejamos chegar. Temos uma estrutura sólida, com uma equipe multidisciplinar altamente qualificada, e cremos na nossa Inovação. Além de termos vontade e visão de negócios, somos capazes de executar com determinação o que nos propusermos. E com plena convicção de que só chegamos aos nossos objetivos à custa de muito trabalho, dedicação e foco.

 

[Inova Unicamp] Quais os desafios encontrados antes do processo de incubação? Por que escolheram a Incamp?

[Gisleine] Os desafios foram tais como transformar pesquisa aplicada em negócios; constituir uma equipe multidisciplinar; produzir o Insumo Nanotecnológico (Nanomago) em grande escala e aplicar o Nanomago nos produtos finais (prova de conceito) focado em case de sucesso.

Escolhemos a Incamp por ser uma Instituição conceituada nacionalmente e internacionalmente e com total expertise em Nanotecnologia e Nanociência. Também pela região ser considerada o vale do silício brasileiro.

 

[Inova Unicamp] Qual oportunidade, proporcionada pela Incamp, trouxe benefícios para o seu negócio?

[Gisleine] Várias oportunidades foram proporcionadas pela Incamp na área científica, tecnológica e fomento. São vários os exemplos práticos como acesso a: BNDES, Criatec, Fapesp, RedEmprendia Landing, Apex-Brasil,    Fecomércio-SP, PSA Peugeot Citroën e SebraeTec.

 

[Inova Unicamp] Quais produtos vocês oferecem?

[Gisleine] Oferecemos o Insumo Nanotecnológico (NanoMago). Com propriedades elétricas e térmicas particulares, e cerca de 200 aplicações em 20 setores industriais, como por exemplo no mercado de esportes aquáticos (pranchas de surf), construção civil e energias renováveis (painéis solares fotovoltaicos).

 

[Inova Unicamp] Qual o principal diferencial competitivo de sua empresa?

[Gisleine] Transformar pesquisa aplicada em business. O produto NanoMago é inovador porque confere propriedades magnéticas a todos os materiais dopados por ele, já que lhes atribui características magnéticas condutoras.

 

[Inova Unicamp] Quais são os seus planos para o futuro? Quais serão os próximos passos?

[Gisleine] Nossas metas são ampliar nossa equipe multidisciplinar, gerar uma patente/mix de produtos a cada trimestre, Implementação da Nanofábrica (2016), aumentar o faturamento para US$ 13.000.000 (treze milhões de dólares) em 5 anos e sermos referência na comercialização de insumos tecnológicos em nível global.

 

[Inova Unicamp] Qual seria sua recomendação para outros empreendedores, que também estão iniciando seus negócios?

[Gisleine] Em meu entendimento, para cultivar um negócio de sucesso é preciso ter autoconfiança, saber extrair a essência de um cenário pessimista e produzir resultados, acreditando na oportunidade futura. A vida é cheia de possibilidades que levam o ser humano a ultrapassar seus limites, vencer desafios, transformando-se a cada dia em uma pessoa melhor! É preciso percorrer um caminho que ainda não foi percorrido, ou seja, você precisa inovar. Os desafios promovem o crescimento profissional/pessoal e estimulam a inovação. Por fim, se você está querendo tomar uma importante decisão e ainda não criou coragem para fazê-lo, não existe melhor ocasião em tempos de crise. Quebre esse bloqueio mental e transforme o seus sonhos e pensamentos em ação.