Texto: Karen Canto | Foto: Kátia Kishi

Na última quinta-feira (12), aconteceu na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) o primeiro workshop de 2020 com treinamento para a submissão de propostas ao programa Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas (PIPE Fapesp), organizado pela Agência de Inovação Inova Unicamp.

Segundo Mariana Zanatta Inglez, gerente do Parque Científico e Tecnológico e da Incubadora da Unicamp que conduziu o treinamento, o evento teve o objetivo de orientar os participantes, tanto do ponto de vista teórico quanto prático, sobre conceitos de inovação e empreendedorismo, destacando o propósito da Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de S. Paulo) com o PIPE, que é investir em pesquisas que gerem resultados, negócios e inovação.

O público presente era formado por pessoas de diversas áreas e estágios de carreira, sendo que a maioria eram profissionais sêniores e empreendedores querendo conhecer as opções para inovarem em suas atividades, como comentou Claudio Bertoldo da startup Spare Track, há dois anos no mercado, que pretende submeter uma proposta ao PIPE Fapesp: “Estou aqui para aprender mais sobre as práticas e conceitos envolvidos para submeter a proposta da melhor forma possível.”

Teoria e prática para estruturar uma proposta

Marina Zanatta apresenta enquanto Iara Ferreira tira dúvidasNa primeira parte do treinamento, Zanatta Inglez apresentou as atividades e missão da Agência de Inovação da Unicamp, sobre o edital de incubação da Incamp e também uma sugestão de estruturar propostas para o programa PIPE Fapesp, como os requisitos necessários para participação no programa. Durante a apresentação, estiveram presentes as diretoras Raquel Barbosa, de Propriedade Intelectual, e Iara Ferreira, de Parcerias, que esclareceram algumas dúvidas específicas de suas áreas e apontadas pelos participantes, como as possibilidades de licenciamento de tecnologia da Universidade.

Já a segunda parte do treinamento, contou com uma dinâmica que exercitou a capacidade do público presente em propor um projeto inovador nesses critérios da Fapesp. Para isso, os participantes se dividiram em pequenos grupos e foram instigados a pensar numa proposta PIPE para a pesquisa de um produto, processo ou serviço inovador para lançar no mercado, passando por todas as etapas necessárias ao seu desenvolvimento e lançamento no mercado. Durante o exercício, os participantes puderam contar com ideias e avaliações da equipe Inova Unicamp que acompanhou de perto o desenvolvimento da atividade, prestando mentorias durante o desenvolvimento das propostas.

Workshop de apresentação com Raquel Barbosa mentorando equipeA atividade final foi considerada por alguns participantes como um dos pontos mais importantes do Workshop, como destacou Elaine Moraes, da Wecare Desenvolvimento e Comércio de Medicamentos e Cosméticos, que pretende enviar em breve uma proposta ao programa: “Achei muito interessante essa dinâmica de proposta e discussão de cases porque é assim que a gente consegue consolidar o aprendizado. Foi muito didático.”

As ideias foram apresentadas em forma de pitch, apresentação breve de um negócio, a uma banca formada pela equipe da Inova que avaliou e comentou pontos de melhoria para as propostas a serem submetidas. Sobre a atividade proposta pela Agência, Sandro Pereira, analista na área de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), ressaltou que a equipe da Inova “passou muita confiança na transmissão dos conceitos e foi possível ter uma boa ideia do que a Inova é capaz de fazer e como pode ajudar.”