CEO Michel Cusnir, que teve a startup incubada na Incamp, comenta a trajetória do seu modelo de negócio e como apoia soluções de combate ao Coronavírus

Por Thais Oliveira

A Diletta Solutions nasceu com a inovação em seu DNA. Spin-off de uma líder em desenvolvimento de software para a área de telecomunicações, a empresa cresceu e se estabeleceu com apoio da Unicamp: Foi incubada na Incubadora de Base Tecnológica da Unicamp (Incamp) e atualmente está instalada no Parque Científico e Tecnológico da Universidade. A startup fornece soluções tecnológicas para empresas, é sócia de outras oito startups e recentemente lançou seu primeiro produto no mercado: uma plataforma de pagamentos digitais

O CEO da Diletta Solutions e ex-aluno de Ciência da Computação da Unicamp, Michel Cusnir, conta que, originalmente, a empresa foi pensada para atuar como um departamento externo de desenvolvimento de software para outras empresas, mas que seu contato e experiência na criação e acompanhamento de startups levou a empresa a ter um modelo de negócios inovador: ser sócia de outras startups, atuando tanto na gestão tecnológica, como na estruturação do modelo de negócios. 

Atualmente, a Diletta atende 14 startups e é sócia de oito delas. O portfólio inclui clientes nacionais, estrangeiros e entre elas até o Ifood, líder de entregas de comida na América Latina.  De acordo com Cusnir, a startup proporciona suporte técnico de ponta para todos os clientes e, para as startups com as quais tem sociedade, oferece um serviço de análise da viabilidade econômica e estruturação do modelo de negócio. O empreendedor explica que o processo de decisão sobre a sociedade nas startups clientes fica a cargo do  conselho da empresa, que avalia o modelo de negócio, os empreendedores e o mercado da startup.

Entre as empresas que recentemente chegaram ao portfólio, está uma startup e-Health brasileira, a OTAWA Health, que possui alcance global e recentemente recebeu um investimento máximo (série A) de uma Venture Capital.  Como sócia, a Diletta auxilia a OTAWA Health no desenvolvimento de uma plataforma de alcance mundial que terá capacidades de acompanhamento, previsão e resultados melhores no tratamento de câncer, além de baixo custo.

A sociedade com a OTAWA Health e a seleção no IdeiaGov

A Diletta e a OTAWA Health são sócias desde abril de 2019. De acordo com o CEO, a startup tinha planos ousados em gerar aplicativos para novas aplicações no mercado de saúde e a parceria com a Diletta aceleraria os negócios com o apoio técnico de ponta.

A startup é uma plataforma de gestão para hospitais, clínicas e equipes médicas e recentemente foi selecionada no desafio tecnológico do IdeiaGov, o Hub de Inovação do Governo de São Paulo. O Desafio tem o objetivo de apoiar o desenvolvimento de soluções tecnológicas e inovadoras para auxiliar o diagnóstico da COVID-19 por meio de imagens de exames de Tomografia Computadorizada e Raios-X de tórax.

A solução apresentada pela startup é voltada à triagem de pacientes com sintomas de COVID-19, combinando o uso de aplicativo móvel e servidores em nuvem para a análise das imagens. Com a configuração dos equipamentos de raios-x para enviar radiografias diretamente a aplicativos, o médico recebe com rapidez a resposta sobre a probabilidade em porcentagem do diagnóstico da doença, agilizando o atendimento e reduzindo custos e internações desnecessárias. 

Captura de tela do aplicativo desenvolvido pelas startups para o diagnóstico da Covid-19

Captura de tela do aplicativo desenvolvido pelas startups

De acordo com Cusnir, a escolha de trabalhar com raios-x em relação à tomografia computadorizada tem relação com o objetivo da startup de desenvolver soluções de saúde de ponta para pacientes de menor poder aquisitivo. Isso porque a tecnologia é mais barata, promove diagnósticos mais rápidos e está disponível em países emergentes e áreas rurais e remotas. Visando expandir o uso da solução, ela foi desenvolvida em português, espanhol e inglês

No momento, o aplicativo está sendo testado e a seleção no IdeiaGov dará suporte no fechamento de parcerias: “Acreditamos que a seleção no IdeiaGov nos ajudará a firmar parcerias, pois ela valida a seriedade do trabalho que foi feito e o potencial da solução”, comentou Cusnir.  Além de negociações que ocorrem com o setor público como Instituto de Radiologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (INRAD- HCFMUSP) e fabricantes de equipamentos de raios-x, a OTAWA também tem a expectativa de realizar negociações com investidores interessados em acelerar a implementação da solução.