A empresa gera inovações na área de bioprocessos, buscando sempre ganhos de eficiência de produtividade e sustentabilidade.

Texto: Leonardo Scramin Florindo

A Bioprocess Improvement, empresa-filha da Unicamp, foi vencedora do Prêmio Brasil Bioeconomia na categoria Ideia com o desenvolvimento do “Controle biológico de processos fermentativos industriais”. O prêmio é organizado pela Associação Brasileira de Bioinovação (ABBI) e tem como objetivo divulgar novas ideias, facilitar novas parcerias e proporcionar uma plataforma para celebrar os empreendedores do biofuturo.

A startup, que foi fundada em 2018, está incubada na Incubadora de Empresas de Base Tecnológica da Unicamp (Incamp), localizada no Parque Científico e Tecnológico da Unicamp. A Bioprocess tem como missão transformar conhecimento em inovação na área de bioprocessos, espinha dorsal da biotecnologia, com meta de ser uma empresa global de inovação tecnológica.

“O prêmio foi extremamente qualificado, contando com projetos de diversos representantes importantes do setor. Ser premiado pela ABBI é um reconhecimento de um júri de especialistas de que a Bioprocess Improvement tem potencial de se juntar aos grandes representantes brasileiros na bioeconomia nacional. Esse prêmio representa que estamos no caminho certo para desenvolver tecnologias sustentáveis em escala industrial para ganhos socioeconômicos”, diz Marcelo Ventura Rubio, cofundador da startup.

De acordo com a ABBI, a bioeconomia engloba toda a cadeia de valor que é orientada pelo conhecimento científico avançado e está relacionada com a busca por inovações tecnológicas na aplicação de recursos biológicos e renováveis, com o objetivo de criar uma atividade econômica circular e benefício social e ambiental coletivo.

Daniel Atala, Marcelo Ventura Rubio, Carlos Calmanovici e Luciano Armiliato fazem parte da equipe da Bioprocess Improvement.

A empresa foi premiada pelo desenvolvimento do controle de contaminantes de processos fermentativos industriais, que confere maior sustentabilidade do processo decorrente da redução de uso de produtos químicos sem agredir o processo e a natureza, segundo Marcelo Rubio. 

“A Bioprocess Improvement foi criada com o principal objetivo de gerar inovações na área de bioprocessos, buscando sempre ganhos de eficiência de produtividade, sustentabilidade e redução de custos”, conclui.