A imagem possui fundo cinza com a arte de um celular ao centro. Na tela desse celular está uma prévia do aplicativo de seguro da IZA.
Texto: Caroline Roxo

 

De acordo com a Pesquisa Nacional de Saúde do ano de 2019 divulgada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), sete em cada dez brasileiros dependem exclusivamente do sistema público de saúde. Esses dados apontam mais de 150 milhões de pessoas sem acesso a planos de saúde privados. E é nesse cenário que a startup IZA, presente no prédio Anexo do Parque Científico e Tecnológico da Unicamp, gerenciado pela Agência de Inovação da Unicamp, lança a sua plataforma online de seguros em vida. 

“Nós atuamos para amparar, principalmente, os trabalhadores liberais, aqueles que não possuem condições de arcar com um plano de saúde e não querem depender somente dos serviços de saúde pública", afirma Gabriel de Ségur, CEO e fundador da IZA. 

A startup é especializada em seguros para despesas médicas, hospitalares e odontológicas, seguro de vida e funeral. O seguro é direcionado a qualquer brasileiro, com foco naqueles que dependem do seu trabalho para sobreviver, em situação de dependência dos serviços de saúde pública, tornando uma opção mais viável de inclusão social.  

A IZA vem trabalhando em seu sistema de seguros há 2,5 anos e foi aprovada pela Superintendência de Seguros Privados (Susep) no mês de março deste ano, permitindo que a startup atue com menor custo regulatório e tenha mais flexibilidade de inovação. A seguradora IZA é totalmente digital, podendo ser acionada de qualquer dispositivo móvel. 

Como funciona o seguro 

Para comprar o seguro da IZA, basta baixar o aplicativo para celular, preencher o formulário com os dados do segurado e finalizar. O seguro começa a vigorar no dia seguinte da aquisição, sem possuir carência. O valor pago é de 29,90 reais por mês, recebendo um crédito de 30 mil reais para usar em qualquer evento de urgência e emergência causado por um acidente e, no caso do solicitante falecer, o crédito fica para o beneficiário indicado por ele.

O segurado pode acionar o serviço desde o momento do ocorrido até os cuidados finais. “O nosso seguro engloba qualquer urgência e emergência que o beneficiário necessitar em decorrência de um acidente. Nós arcamos com as despesas até mesmo do uber para levar o nosso cliente ao hospital”, explica Ségur.

A proposta de seguros da IZA difere dos seguros convencionais, que são mais burocráticos e menos acessíveis para o público-alvo. Em comparação ao plano de saúde particular, a IZA é um serviço mais barato, mas possui um valor limite de crédito ao beneficiário. 

O trabalho durante a pandemia

A startup aluga uma sala no prédio Anexo do Parque Científico e Tecnológico da Unicamp no ano de 2020, pouco antes da pandemia da Covid-19. O objetivo da startup é tornar o local sede dos negócios, mas, por enquanto, os 16 colaboradores da IZA estão em regime remoto. “Queremos muito poder aproveitar dos benefícios em estar situados no Parque, principalmente do contato com os estudantes de matemática aplicada e de computação da Unicamp”, expõe Ségur. 

A equipe lançou o aplicativo no mercado há cerca de 1 mês, mesmo com as atividades em home office, e já conta com mais de 130 beneficiários. “Uma tendência que estamos observando é o interesse de pessoas contratarem o seguro da IZA para seus próprios funcionários, como a exemplo de donos de padaria, papelaria e patrões que pedem o benefício para seus funcionarios”, conta o CEO e fundador. 

Oportunidades no Parque

O prédio Anexo oficializou a sua inauguração no ano de 2021 e, apesar de já contar com empresas instaladas no espaço, o local está com outras salas disponíveis para startups que também queiram se integrar ao ecossistema da Unicamp. Para conferir as 7 salas disponíveis no Parque, acesse: https://parque.inova.unicamp.br/salas/

 

15 de maio de 2021

Quais são as regras e procedimentos para solicitar o crédito? Existe algum tipo de restrição quanto a tipos de eventos não cobertos pelo Seguro Saúde? Certamente, por se tratar de Seguro Saúde, só são cobertos os procedimentos de urgência? E, em caso de utilização, só haverá a cobertura em uma única oportunidade?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *